Participa Mossoró: Beto Rosado divulga ruas que serão pavimentadas e bairros que ganharão academias da saúde

13 de Janeiro de 2020

Foi através de uma live no instagram que o deputado federal Beto Rosado (PP) divulgou o resultado do #ParticipaMossoró na noite desta segunda-feira, 13. A ação de iniciativa do parlamentar, começou em 3 de dezembro e permitiu que os mossoroenses escolhessem ruas a serem calçadas e os três bairros/comunidades que receberão o programa Academia da Saúde. 


Mais de 21 mil pessoas participaram do projeto, sendo 15.003 votos na etapa da votação de pavimentação de ruas e 6.176 comentários nos vídeos dos bairros que concorreram às 3 academias da saúde.


O deputado divulgou as dez ruas mais votadas e explica que, a Prefeitura de Mossoró deverá fazer o orçamento até alcançado o valor de R$ 11 milhões, de acordo com o tamanho das ruas, após isto, será verificada a possibilidade de mais ruas a serem beneficiadas.


As dez ruas mais votadas e que serão calçadas são:


Rua Antônio Lopes do Santos, Presidente Costa e Silva/2.606

Rua Manoel Batista Neto, Alto do Sumaré/2.175

Rua Elenoir Lopes de Aquino, Itapetinga/ 1.467

Rua Raimundo Falcão Bezerra, Alto do Sumaré/ 932

Rua Abel Fernandes do Nascimento/ 820

Rua Maria Cristina de Medeiros, Rincão/ 787

Rua Henrique Mendes, Alto do Sumaré/736

Rua Laura Estrela, Monsenhor Américo/423

Rua Evilásio Falcão Freire, Monsenhor Américo/ 404

Rua Manoel Balbino da Costa, Alto do Sumaré/248


Mais Saúde


Já na etapa das academias da saúde os ganhadores foram: Assentamento Maísa (2.078), Nova Mossoró (1.256) e Assentamento Favela(1.006).


Serão destinados R$ 516 mil para a construção das academias. A unidade de R$240.000,00 (Modelo Ampliado) irá para o 1º colocado e as duas unidades de R$138.000,00 (Modelo Intermediario) para os 2º e 3º colocados.


Alegre, Beto agradece a participação dos mossoroenses. “Nosso objetivo é que a população seja protagonista na tomada de decisões importantes, além de ouvir, envolver e mobilizar o povo num grande exercício da democracia”, ressalta.