Deputado Beto firma parceria com Instituições de Ensino para desenvolvimento de pesquisa junto ao Setor Salineiro

06 de Março de 2021

O deputado federal Beto Rosado (Progressistas) se reuniu na tarde desta sexta-feira (05) com a reitora da UERN (Universidade Estadual do Rio Grande do Norte), Fátima Raquel e a reitora da UFERSA (Universidade Federal Rural do Semi-Árido), Ludimilla Oliveira. Na oportunidade, o parlamentar potiguar apresentou um projeto para ser executado, em conjunto com as instituições de ensino UFERSA, UERN e IFRN (Campus Mossoró). Ainda participarão do estudo o SIERSAL (Sindicato das Indústrias de Extração de Sal do RN) e SIMORSAL (Sindicato da Indústria de Moagem e Refino do Sal do RN), a fim de pesquisar a utilização do sal e seus subprodutos para além dos milhares de produtos que o sal participa da composição.

 

Segundo o deputado, a ideia basilar do projeto é pesquisar sobre os aspectos físicos e químicos da produção do sal marinho. Entre esses aspectos, os estudos vão verificar a viabilidade do sal como um produto indutor da saúde, associado, por exemplo, ao ferro para o combate à anemia. Outra possibilidade de pesquisa é a utilização das águas-mães, resultante da evaporação das águas nas salinas, como adubo para agricultura, ou ainda, realizar pesquisas com algas para serem utilizadas nos processos produtivos. Também será pesquisado a utilização do sal obtido além dos 30° graus Baumé na alimentação humana e de animais.

 

O projeto será liderado por um Comitê formado por dois membros de cada instituição de ensino: UFERSA, UERN, IFRN (Campus Mossoró) e um indicado de cada um dos sindicatos patronais, como observadores. A UFERSA receberá os recursos e indicará a coordenação e a subcoordenação, dentre os participantes do grupo gestor. O investimento para o projeto será de R$ 300 mil através de um destaque ao OGU (Orçamento Geral da União) feito pelo deputado federal Beto Rosado.

 

Para a reitora da Ufersa, Ludmila Oliveira, a iniciativa do deputado é de grande importância para a sociedade, além de valorizar a ciência. “Uma pesquisa com aplicabilidade direta, integrando o setor produtivo da cadeia do sal com a Universidade”, considerou. A reitora elogiou também a preocupação do parlamentar mossoroense com a pesquisa científica. “A Ufersa agradece a oportunidade de estar a frente desse trabalho”, completou Ludimilla.

 

O deputado Beto Rosado reforça que o Rio Grande do Norte é o maior produtor de sal do Brasil, responsável por 95% dessa produção e afirma que apesar dessa grande produção, poucas pesquisas têm sido realizadas a respeito do sal, exatamente no que tange aos aspectos físicos e químicos da sua produção.

 

“Esse projeto, em parceria com as instituições de ensino, vai ser essencial para incrementar a indústria salineira com novas frentes de produção, contribuindo assim, com a geração de emprego e renda para o povo potiguar.” Afirmou ainda, “as instituições que ainda não foram contactadas, serão no início desta semana”, finalizou o deputado.